00/00/00
Sobre mimArtigosLivrosGaleriaFale comigo Perguntas e RespostasMais
278
 
Pecados Veniais

Quais são os pecados veniais? E os palavrões que saem da nossa boca sem querer, são pecados?

 

Para a Igreja Católica os pecados são classificados em duas categorias: mortais e veniais. O pecado mortal “destrói a caridade no coração do homem por uma infração grave da lei de Deus; desvia o homem de Deus, que é seu fim último e sua bem-aventurança, preferindo um bem inferior” (cf. Catecismo da Igreja n° 1855). Os pecados veniais são aqueles mais comuns, que acontecem no dia a dia e que são perdoados através do sacramento da confissão. Assim sendo, “o pecado venial deixa subsistir a caridade, embora a ofenda e fira” (cf. idem). Por se tratar de uma lista infindável, é de difícil enumeração quais são os pecados veniais. Porém vale lembrar que configuram pecados veniais as faltas morais, a negligência diante de obrigações, e, claro, os palavrões, principalmente quando eles têm o objetivo de atingir alguém. Assim sendo, é importante saber que pecado significa desobediência à vontade de Deus, é tudo aquilo que, de uma forma ou de outra, prejudica alguém, seja a própria pessoa ou a terceiros. O Catecismo da Igreja (n° 1862-1863) assim afirma sobre o pecado venial: “Comete-se um pecado venial quando não se observa, em matéria leve, a medida prescrita pela lei moral, ou então quando se desobedece à lei moral em matéria grave, mas sem pleno conhecimento ou sem pleno consentimento. O pecado venial enfraquece a caridade; traduz uma afeição desordenada pelos bens criados; impede o progresso da alma no exercício das virtudes e a prática do bem moral; merece penas temporais. O pecado venial deliberado e que fica sem arrependimento dispõe-nos pouco a pouco a cometer o pecado mortal. Mas o pecado venial não quebra a aliança com Deus. É humanamente reparável com a graça de Deus. Não priva da graça santificante, da amizade com Deus, da caridade e nem, por conseguinte, da bem-aventurança eterna." Enfim, o pecado venial não priva o pecador da graça de Deus.

 
Pe José Carlos Pereira, CP
Gostou dessa resposta? CLIQUE AQUI e deixe seu comentário, sua opinião e o seu ponto de vista sobre esse assunto ou CADASTRE-SE para receber as novidades no seu e-mail.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sobre mim · Artigos · Livros · Galeria · Fale comigo · P&R · Mais...

Copyright · Pe José Carlos Pereira · Todos os direitos reservados.
Cadeso Comunicação